MEDICINA DE EMERGÊNCIA agora é especialidade médica.

Medicina de Emergência

 

CFM aprova a relação de especialidades e áreas de atuação médicas

Foi publicada no Diário Oficial da União no dia 03/08/2016, a Resolução do Conselho Federal de Medicina – CFM nº 2.149, a qual homologa a Portaria CME nº 02/2016, que aprova a relação de especialidades e áreas de atuação médicas aprovadas pela Comissão Mista de Especialidades.

A principal mudança apresentada pela Resolução 2.149 é a adição de uma nova especialidade e de uma nova área de atuação reconhecidas. A partir da data de publicação da referida Resolução, figuram no rol de aprovadas a especialidade de Medicina de Emergência, bem como, a área de atuação de Emergência Pediátrica.

Dentre outras alterações definidas pela resolução, está a retirada da Auditoria como área de atuação. Assim, passa a ser infração ética a divulgação da condição de “auditor”, haja vista que o art. 115 do Código de Ética Médica veda ao médico anunciar especialidade ou área de atuação para a qual não esteja qualificado e registrado no Conselho Regional de Medicina.

Nesse seguimento, a Resolução CFM 2.148/2016, que dispõe sobre a homologação da Portaria CME nº 01/2016, em seu artigo 17, determina que são proibidos aos médicos a divulgação e o anúncio de especialidades ou áreas de atuação que não tenham o reconhecimento da CME.

Cumpre informar que, ainda que vedada a sua divulgação como área de atuação profissional, o exercício da auditoria é permitido.

A nova resolução revoga as Resoluções CFM nº 1.634/2002 e nº 2.116/2015.

Confira na íntegra a Resolução CFM nº 2.149/2016:http://www.portalmedico.org.br/resolucoes/CFM

Mais vistos

Artigos e notícias com maior número de visualizações
  • Actigrafia: para que serve?

    O sono é um processo ativo onde ocorrem diversos eventos fisiológicos, como redução da frequência respiratória, da frequência cardíaca e do tônus muscular, além de alterações na liberação hormonal e na termorregulação, contribuindo para a restauração de processos fisiológicos, a consolidação da memória e a regulação circadiana.   A actigrafia é um método não-invasivo e […]

  • Cardioversão Elétrica Sincronizada Eletiva (CVES)

    (http://www.dreamstime.com/stock-image-image40308701) A cardioversão elétrica é um procedimento na maioria das vezes eletivo, em que se aplica o choque elétrico de maneira SINCRONIZADA, ou seja, o paciente deve estar monitorado no cardioversor e este deve estar com o botão de sincronismo ativado, pois a descarga elétrica é liberada na onda R, ou seja, no período refratário. […]


Siga-me no Facebook

Curta a página do Dr. Mauro Passos